Como gerar tráfego nos diferentes canais de marketing digital

Um dos muitos aspectos fascinantes do marketing digital é que há uma série de canais que podem ser usados para atrair consumidores, estabelecer relacionamento com os clientes, aumentar o tráfego no site e, principalmente, vender mais.

Ainda que cada canal tenha resultados mais eficientes para determinadas situações, conhecer todos eles permite que a empresa tenha mais segurança sobre qual escolher, priorizar ou otimizar.

A seguir, explicamos cinco canais de marketing digital e as melhores práticas para gerar tráfego para o site a partir de cada uma deles!

1. Tráfego orgânico

O tráfego orgânico é aquele que tem origem nos mecanismos de busca, como o Google, Yahoo! e Bing. Esse canal apresenta uma alta concorrência, pois os usuários que procuram termos relevantes para a empresa nas ferramentas de pesquisa já demonstram interesse no segmento.

O posicionamento na SERP (Search Engine Results Page), que influencia diretamente no volume de acessos, vai depender da relevância da página, sendo determinado pela própria ferramenta de acordo com as boas práticas do site.

Algumas dicas para melhorar o tráfego orgânico são:

Fazer pesquisa de palavras-chave:

O uso adequado das palavras-chave que deseja posicionar é o primeiro passo para ficar bem posicionado na SERP. As pesquisas ajudam a empresa a direcionar quais os termos mais pesquisados e inseri-los, naturalmente, nos conteúdos;

Usar técnicas de SEO:

As técnicas de SEO devem estar em todas as páginas, desde nas boas práticas referentes ao conteúdo até na velocidade de carregamento do site, imagens, meta description, etc.;

Criar conteúdos relevantes e de qualidade:

produza conteúdo com diferentes níveis de aprofundamento e que sejam originais, de qualidade e relevantes para o cliente para obter bons resultados orgânicos.

2. Tráfego social

O tráfego social é aquele que tem origem em qualquer rede social, como Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, Google Plus, Snapchat etc.

O acesso pode ser a partir da própria página da empresa na mídia ou mesmo por cliques dos usuários em conteúdos do site disponibilizados nas redes. Para aumentar esse tipo de tráfego deve-se:

Criar páginas nas redes sociais:

Além de ter presença nas redes sociais, é essencial que a empresa pesquise quais são as mais relevantes para o nicho, seja persona ou público-alvo, e atue direcionada por essas preferências;

Compartilhar conteúdos:

Ao compartilhar conteúdos de interesse da audiência, a página destaca-se pelas informações úteis que traz. Podem ser compartilhados posts do próprio site e materiais de outras fontes que sejam do interesse do público;

Incentivar a audiência a compartilhar os conteúdos:

Incentivar o compartilhamento dos posts sociais permite que mais usuários sejam impactados pelas publicações. Essa tática também pode ser usada nos próprios conteúdos do blog, como um call to action ao fim do texto.

3. Tráfego de referência

Quando um site terceiro faz uma indicação, inserindo o link do site em algum conteúdo, o tráfego gerado a partir desse canal é chamado de referência.

Além de atrair mais visitas para o site, a partir de usuários que clicam nessa indicação, a referência ainda gera autoridade para o site. Esse é um fator importantíssimo de posicionamento orgânico no Google. Portanto, para ter esses dois benefícios é necessário:

Escrever guest posts:

Os guest posts são conteúdos criados com o objetivo de serem publicados em outros sites por meio de parcerias. Os conteúdos devem ser originais, relevantes e de qualidade para que a referência gere resultados;

Produzir conteúdos ricos:

Entre os materiais que podem aumentar os links para o site estão os conteúdos ricos, como entrevistas com formadores de opinião do segmento, infográficos, estudos e pesquisas próprias.

4. Tráfego pago

É o tráfego gerado por meio de qualquer uma das mídias pagas, como Google AdWords (rede de pesquisa e rede de display), Facebook Ads, Instagram Ads, LinkedIn Ads e Native Ads.

É a estratégia mais eficaz para gerar tráfego e vendas em curto prazo, pois impacta, principalmente, consumidores que já estão na fase de decisão da jornada de compra. Entre as estratégias estão:

Testar canais de tráfego pago:

Para saber qual canal gera um melhor Retorno Sobre o Investimento (ROI) é necessário testar todos os que foram mencionados anteriormente. Analise aquele que atende melhor as demandas do público-alvo e invista nos que os resultados são mais sólidos;

Foque na conversão:

Para melhorar o ROI obtido com o tráfego pago é importante que em vez de direcionar o usuário para a home do site, crie-se uma landing page específica para a oferta realizada no anúncio;

Alinhe a expectativa do anúncio com a landing page:

O conteúdo da landing page deve ser claro, objetivo e atender às expectativas geradas no consumidor por meio do anúncio. Assim, cada produto ou serviço deve ter uma landing page específica para encurtar o percurso realizado pelo potencial cliente até a finalização do pedido.

5. Tráfego direto

Toda vez que o usuário digita a URL do site no navegador contabiliza-se um tráfego direto. Isso significa que não houve um intermediador para que o usuário acessasse o site.

Entre as dicas que permitem melhorar este tipo de tráfego estão:

Inserir o link do site em todas as mídias:

Quanto mais divulgar o endereço completo do site, maiores as chances de aumentar o tráfego direto. Entre os locais nos quais a URL deve ser adicionada estão as descrições da empresa nos perfis sociais, cartões de visitas dos sócios e colaboradores, flyers e assinaturas de email;

Mantenha o site atualizado:

Para que os usuários voltem é necessário que o site seja atualizado com frequência e traga novidades que mostrem que vale a pena voltar com alguma periodicidade. Assim, o usuário entrará algumas vezes no site, gerando tráfego direto.

Todos esses tipos de tráfego são benéficos para a empresa, pois, independentemente do canal de acesso, o fundamental é que o cliente encontre o site. O problema é justamente quando o usuário tem dificuldade de achar o link e desiste de conhecer a marca.

Portanto, aproveitar melhor cada canal é uma forma de intensificar um tráfego de qualidade para o site, pois atrai usuários que já apresentaram interesse prévio ao tema.

Saber quais canais são mais relevantes para a empresa depende de testes e pesquisas sobre o mercado e sobre o público-alvo. Uma forma de descobrir qual estratégia é mais eficiente é mensurar e analisar os esforços de marketing digital.

Para auxiliar nesse processo, disponibilizamos o eBook “Web Analytics na prática para ajudar você a analisar e otimizar seus resultados.

null

Post feito por
Resultados Digitais
25 de agosto de 2017