Como a inteligência artificial participa do marketing digital?

Distante da utopia, em que máquinas inteligentes se rebelam contra os humanos, a inteligência artificial (IA) está cada vez mais a serviço das pessoas. Ou, pelo menos, daquelas com competência para tirar proveito do que essas inovações têm a oferecer. Como é o caso dos profissionais do marketing digital.
Nessa área, identificar micro e macrotendências, mapear comportamentos do consumidor, interpretar dados e dispor do produto perfeito, no momento, canal e local certo é a premissa básica para o sucesso. Somando-se, é claro, a satisfação total do cliente e a melhor experiência de compra possível.
Contudo, para que o marketing digital obtenha tais resultados é necessário fazer uso de uma série de ferramentas e estratégias. Mas há um fator que se sobressai, a criatividade e o talento. É justamente na soma desses processos que a inteligência artificial agrega ao marketing digital, servindo como uma ferramenta para potencializar o resultado das estratégias criadas.

Tecnologias disponíveis: Antecipar-se das tendências é passo mais importante para ganhar destaque no mercado. Ao contrário do que se possa pensar, no ramo da inteligência artificial aplicada ao marketing já existem uma série de funcionalidades em vigor. Sendo as principais:

1. Aprendizagem e linguagem

Por meio de algorítimos e códigos de programação, softwares são desenvolvidos para estudar a interação e a linguagem das pessoas. O intuito é criar relações entre marcas e consumidores cada vez mais naturais e personalizadas.
Esse resultado é obtido graças a tecnologias como a Natural Language Processing e o Speech Recognition, que podem ser aplicados em assistentes virtuais e programas que rodam em aplicativos de mensagem, os famosos chatbots.
Falando em chatbots, essas soluções são bastante usadas no mundo todo. Provavelmente, você já deve ter interagido com um deles pela página do Facebook de alguma empresa.
Capaz de simular uma conversa com uma pessoa, essa tecnologia otimiza processos mais operacionais, como, por exemplo, registrar uma demanda, encaminhar uma conversa ou passar o contato de uma assistência técnica para o consumidor.

2. Segmentação de conteúdo e personalização de campanhas

Atualmente, existem soluções em algorítimos que traçam perfis de comportamentos com o intuito de fornecer insights de compras e conteúdos mais personalizados e segmentados aos leads de uma marca.
Essas soluções funcionam como “filtros”, captando informações e padrões disponíveis na rede e fazendo interpretações e traçando cenários possíveis.
Em posse desses dados, as campanhas e ações de marketing tendem a ser mais direcionadas, sendo possível criar nichos e subnichos de consumidores de uma determinada marca. O que potencializa o poder da segmentação.
Assim, por meio das chamadas mídias programáticas, os recursos investidos em anúncios tendem a ser mais otimizado e melhor aproveitados. Visto que é possível criar campanhas, ofertas e propagandas personalizadas conforme o perfil de cada segmento.

3. Integração de canais e melhor experiência de compra

No ano passado, a Amazon surpreendeu o mercado com o anúncio de uma loja física totalmente inteligente. Batizada de Amazon Go, o estabelecimento permite que o consumidor entre, pegue o que desejar e saia.
O processo de reconhecimento da pessoa, do produto e quantidade escolhida e pagamento é feito por meio de uma série de tecnologias, que vão desde câmeras que reconhecem o cliente, sensores que quantificam o que foi retirado e aplicativos de pagamento.
Além disso, softwares de CRM são abastecidos com informações a respeito do perfil de compra do cliente, indicando produtos e ofertas personalizadas para o mesmo. Apesar de um modelo piloto, essa loja é um exemplo de como a IA impacta significantemente a forma como as empresas se relacionaram com o consumidor.
Empresas que atuam, tanto no mercado online quanto offline, podem fazer uso dessas ferramentas para combinar os benefícios de cada canal de compra. Criando, assim, uma experiência de compra e relacionamento inovadora e surpreendente para o cliente.

Inteligência artificial em prol do marketing

Por meio da automatização de tarefas, produção e condensação de dados e métricas, capacidade de interpretação de padrões e aprendizado de linguagem, as tecnologias de IA tornam o trabalho do marketing digital mais eficaz e direcionado.
Isso deixa o profissional do marketing melhor embasado, com maior leque de ferramentas e com mais tempo para fazer o que nenhum software faz tão bem quando uma pessoa, usar a criatividade para surpreender o cliente final e obter resultados expressivos.
Podemos fazer uma metáfora da inteligência artificial e o marketing digital com um carro de Fórmula 1. Um motorista inexperiente e com pouco talento pode pilotar o melhor carro que existe que dificilmente terá um resultado bom. Por outro lado, esse mesmo carro nas mãos de um bom piloto é combinação certeira para a vitória.

Quer ver a IA aplicada no marketing digital da sua empresa?