O futuro do Inbound Marketing: os impactos da transformação digital no setor

Este é um guest post escrito pela Rock Content especialmente para o blog da Agência WX


Para se tornar um profissional de marketing de excelência é preciso estar atento às novidades e transformações. Compreender as tecnologias e a mudança no perfil do consumidor ajuda a se antecipar e a aproveitar oportunidades que chegarão com o futuro do Inbound Marketing.

No entanto, essa tarefa é muito mais fácil na teoria do que na prática. Afinal, as transformações estão cada vez mais rápidas. Além disso, o impacto que elas exercem em nossa rotina são muito maiores do que antigamente.

Quer entender um pouco melhor sobre como a transformação digital altera a sociedade e os negócios? Continue a leitura e comece a se preparar para o que vem por aí!

O que a transformação digital significa

A transformação digital nada mais é do que um processo que consiste em usar a tecnologia para melhorar o desempenho e potencializar o resultado de empresas.

Muito mais do que automatizar processos, essa verdadeira revolução está mudando a estrutura das organizações, fazendo com que a tecnologia comece a assumir um papel fundamental em nossas vidas.

Apesar de o surgimento de novas tecnologias estar cada vez mais acelerado, é preciso ter em mente que a transformação digital é um processo. Ou seja, ela leva tempo e representa uma mudança substancial no modo como fazemos negócios.

Além disso, esse não é um privilégio de apenas grandes empresas. As tecnologias e ferramentas estão cada vez mais acessíveis, tornando possível com que os pequenos e médios negócios também comecem a abraçar essa nova realidade.

Os impactos que essas transformações exercem

A transformação digital não gera impactos apenas no universo corporativo. Toda as esferas da sociedade também estão sendo substancialmente alteradas com ela.

Pense em como tudo está mais rápido nos dias de hoje. A quantidade e a velocidade com que informações chegam até nós são cada vez mais altas, quase instantâneas.

Ao passo em que estamos mais exigentes do que nunca, também nos tornamos mais distraídos justamente porque o volume de informações é grande demais.

Com poucos cliques, conseguimos saber o que está acontecendo do outro lado do mundo. Mas, enquanto isso, deixamos de prestar atenção ao que está acontecendo do nosso lado.

A transformação digital também traz uma comodidade maior e aumenta a qualidade de produtos e serviços. Doenças são identificadas e tratadas com mais agilidade, podemos comprar sem sair de casa e gravar momentos importantes no celular para assistir depois.

E, como toda mudança, os aspectos positivos também acabam gerando alguns pontos negativos. É comum vermos pessoas viciadas em tecnologias e mais ansiosas e depressivas por causa dessa velocidade insana.

De forma geral, apesar de tudo isso, a transformação digital permite encontrar soluções mais rápidas e melhores para todos os âmbitos de nossas vidas.

A transformação digital e o marketing

Mas onde o marketing se encaixa em todo esse cenário?

É importante ter em mente que a tecnologia alterou a forma como os consumidores interagem com empresas e compram. E, uma vez que o marketing tem o papel de comunicar os produtos e serviços, é preciso se adaptar.

As abordagens precisam ser revistas para que seja possível criar conexões com as pessoas. E o futuro do Inbound Marketing deve estar cada vez mais voltado à essas transformações para que seja possível obter resultados extraordinários.

Para isso, os gestores e toda a equipe de marketing devem manter a mente aberta e derrubar antigos conceitos e fórmulas que costumavam dar certo.

Tenha em mente que a transformação digital vai muito além das disciplinas comuns do marketing. Por isso, as empresas devem começar a pensar em um conceito muito mais amplo e integrado para captar e fidelizar clientes.

Outro ponto ao qual você precisa se atentar é a coleta e organização dos dados. Na era da transformação digital, informação é tudo. Captar esses dados de maneira correta e transformá-los em inteligência competitiva vai fazer toda a diferença para sair na frente da concorrência.

As tendências que a transformação digital traz para o marketing

Agora que você já entende o conceito de transformação digital e sabe como ela impacta e transforma diretamente o marketing, é chegado o momento de saber o que vem por aí.

Muitas dessas tendências estão acontecendo no exato momento em que você lê esse texto. Por isso, se manter informado e estudar sobre elas vai fazer toda a diferença para usá-las de forma adequada e melhorar os resultados.

1. Big Data

Estamos sendo bombardeados com informações de todos os lados. E esse volume só tende a crescer cada vez mais.

Em um cenário em que os dados não são escassos e todos têm acesso a eles, o que realmente vai fazer a diferença é como você vai utilizá-los.

Organizar as informações e analisá-las de maneira correta permite com que as ações de marketing sejam direcionadas e mais efetivas.

O próprio Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo são exemplos de como uma mensuração estratégica de dados faz toda a diferença para atrair e encantar clientes.

2. Automação de processos

A automação de marketing já está se tornando um assunto recorrente. Ela facilita o trabalho da equipe, torna os processos mais rápidos e eficazes e possibilita personalizar o atendimento ao cliente.

O resultado é uma experiência de compra muito mais completa e de qualidade. Afinal, a tecnologia permite com que as interações com os clientes sejam mais ágeis, mas sem perder o encantamento de tratar cada indivíduo como único.

3. Conteúdo verdadeiramente relevante

Em um mundo em que a qualidade impera e todos os processos são rápidos e eficazes, o conteúdo de qualidade se torna o grande diferencial das empresas.

Produzir conteúdo que ajude as pessoas a resolverem dúvidas e problemas permitirá com que as marcas se posicionem como autoridade.

Não é à toa que as empresas ainda apontam entre os principais desafios do Marketing de Conteúdo a produção conteúdos que engajem o público (76,1%), a diversificação dos conteúdos e formatos (48,9%) e a produção de conteúdos com consistência (42,1%). (Content Trends, 2017)

Além disso, o grande segredo pode estar no conteúdo visual. Afinal, se destacar em meio a um mar de informações e de grande agilidade não é uma tarefa nada fácil. E nada melhor do que vídeos e imagens para conseguir esse feito.

Outro ponto importante aqui é que o conteúdo será cada vez mais personalizado, mas se perder a escalabilidade. A partir do momento em que é possível coletar informações precisas de cada cliente, torna-se possível entregar a mensagem certa e no momento mais adequado.

4. Business Intelligence

Também conhecido como BI, esse é o processo que permite desenvolver um olhar crítico para as informações e transformá-las em aprendizados para tomar melhores decisões de negócio.

Já existem diversos softwares no mercado que ajudam a automatizar esse processo. Ou seja, note que as transformações digitais são integradas e colaboram para potencializar umas às outras.

Esses softwares permitem encontrar padrões de comportamento e podem ser usados para acompanhar os clientes pelo funil de vendas em tempo real.

De acordo com dados da Content Trends, apenas 47,4% das empresas afirmam ter um bom conhecimento sobre o funil, uma dúvida que pode ser sanada com o apoio do BI.

5. Inteligência artificial

Aqueles filmes futuristas em que robôs ajudam os humanos a realizarem atividades não estão nem um pouco distantes de nossas realidades.

As assistentes virtuais, como a Siri, já estão presentes em nossas vidas e, inclusive, podem ser determinantes para encontrar novas oportunidades de marketing digital.

A inteligência artificial ajuda a organizar informações e atividades e possibilita uma tomada de decisão mais eficaz.

Encare-a como uma extensão do seu cérebro e não apenas como uma ficção científica que, com certeza, você verá a sua vida e trabalho sendo aprimorados.

6. Mobilidade e colaboração

Já existem mais dispositivos móveis do que habitantes em nosso planeta. E isso significa que os pontos de acesso à marcas e produtos não pode mais ser restrito.

Além disso, a informação está cada vez menos centralizada. Já se foi aquela época em que apenas as empresas com poder falavam e a sociedade ouvia sem direito de resposta.

O cliente pode e quer participar de todos os processos que envolvem os produtos e serviços. Seja com opiniões ou, inclusive, sugestões para melhorá-los, é hora de perder o medo e permitir com que as pessoas participem mais do negócio.

Encare essa abertura como uma oportunidade de entender ainda mais o consumidor. Assim, será possível lançar produtos e serviços muito mais adequados, além de engajar os clientes em níveis nunca vistos até então.

Lidere a mudança

Como falamos ao longo do texto, a transformação digital é uma mudança profunda e que não vai acontecer da noite para o dia se todos não estiverem abertos.

Justamente por ser um processo complexo, ela precisa partir do topo da organização e ter uma liderança consistente para que todos a entendam e comecem a incorporá-la em suas rotinas.

Isso significa que você é um importante agente nesse processo. Esteja atento ao que está vindo por aí e faça um filtro do que vale a pena ser adotado pela empresa e o que pode esperar mais um pouco.

Pense que o futuro do Inbound Marketing depende de uma mudança de cultura organizacional. Por isso, a postura que você vai adotar frente a essas novidades faz toda a diferença para que a empresa saia na frente ou, ao contrário, fique parada no tempo.

Que tal começar a encarar a transformação digital como uma poderosa aliada do marketing?

Para isso leia o nosso guia para criar um Plano de Marketing efetivo para 2018.


Este é um guest post escrito pela Rock Content especialmente para o blog da Agência WX

André Mousinho
Especialista em Marketing de Conteúdo
Rock Content